Pular para o conteúdo principal

Escrevendo e Aprendendo



  
EL Doctorow disse uma vez: ‘Escrever é uma exploração. Você começa a partir do nada, e aprende conforme for escrevendo’.
Como meus experimentos diários de escrita mostraram, ele está certo. Escrever pode revelar muito sobre o mundo e nós mesmos.
O puro ato de escrever desbloqueia o que está mais profundo nas bibliotecas empoeiradas da minha mente.
Até recentemente, escrever era tratado como um meio prático de colocar ideias no papel. Era um processo atrofiado e tedioso.
Agora eu vejo isso como uma ferramenta explorativa essencial e energizante.
Escrever pode ativar explosões surpreendentes de dados, emoções e visões, que anteriormente estavam adormecidas.
Também adquiri uma autoconsciência profunda, e descobri o que me traz mais vida.
Já não tenho necessidade de me adivinhar. Minha escrita revelou o que mais importa para mim.
Parece também haver uma correlação entre a duração da escrita livre, e a descoberta de ideias cada vez mais complexas e autênticas.
Quanto mais profundo eu cavo, e quanto menos esforço eu dedico a encontrar, mais verdades encontro.
O diário é uma coisa, mas escrever com a finalidade específica de descoberta, pode ser fascinante.
A beleza dos seguintes exercícios não é apenas nas ideias que você desenvolverá, mas no que você é capaz de aprender. O que você aprende sobre si mesmo, que está torcendo para ser encontrado.
É uma construção de confiança, e isso levará você a frequências cada vez mais altas.
Passe pelo menos 15 minutos escrevendo, ou falando em cada um desses exercícios.
Tenha um prazo. Você quer escrever com uma urgência relaxada e direcionada, ou, ao invés disso, lentamente, num labirinto sem sentido.
Deixe o fluxo da escrita correr livre, e veja o que acontece.
Você pode se surpreender com o que encontrará.
1-     Sonhos e Motivações
‘Tudo o que você pode imaginar é real’.   Picasso
Escreva sobre coisas que deseja que aconteçam em sua vida. O que é mais importante pra você?
O que você mais valoriza?
Você também pode obter material aqui. Como é a aparência e o ambiente de seus sonhos e onde está? Que tipo de trabalho você quer fazer todos os dias? Com quem você está compartilhando esses momentos?
Até onde você quer ir com sua carreira ou artesanato?
Que sucessos atrevidos seriam excitantes para apontar?
Se tivesse que escolher um ofício, que você pudesse desenvolver o domínio, todos os dias, o que seria?
Experimente ideias que pareçam exageradas. Veja como eles fazem você se sentir. Não há limites.
Quais são as coisas simples na vida que você não está desfrutando o suficiente?
O objetivo é lembrar que você teve sonhos. Em primeiro lugar  para ajudá-lo a perceber que talvez você tenha permitido que eles fossem sendo reduzidos; e. em segundo,  para lhe mostrar o que importa para você.
2-     Problemas e Soluções
‘Eu acredito que se você mostrar às pessoas os problemas e as soluções, elas serão levadas a agir’.  Bill Gates
É hora de abraçar o problema.
Escreva todas as soluções para seus desafios. Os mais difíceis que você possa imaginar.
Uma nova clareza irá motivá-lo a agir.
Você ficará surpreso com o que irá encontrar quando você vai rápido, sem parar para pensar - apenas se dedicando a escrever.
3-   Mundo ficcional / personagens
‘Imaginação é mais importante do que o conhecimento. Pois o conhecimento é limitado a tudo você conhece e entende até agora, enquanto que a imaginação abraça o mundo todo, e tudo o que sempre haverá para conhecer e entender’.  Einstein
Estamos ficando um pouco mais imaginativos aqui.
Escreva sobre um mundo fictício, cidade ou personagem em detalhes. O que parece, som, cheiro e sensação?
O que motiva o seu personagem? O que a eles mais importa? O que eles estão pensando?
Surpreenda-se com a profundidade da sua visão.
4-     Vitórias e gratidão
Em nossa busca do perfeccionismo, é fácil analisar nossos sucessos e focar nossas fraquezas -  nossa deficiência.
Também pode sentir que é uma perda de tempo parar para pensar sobre o que devemos agradecer. Mas, quando lembro de fazê-lo, isso é ótimo para o meu bem-estar.
Estar ciente do que temos, o que já conseguimos conquistar, mesmo as coisas pequenas, é bom.
Escreva sobre todas as suas vitórias na vida. Escreva sobre tudo para o que você deva agradecer. Dos pequenos ganhos aos grandes sucessos.
Este é um espaço apenas para ideias positivas.
Faça isso por um tempo e sinta a sua confiança crescer, cada vez mais.
Veja como a sua moral anda um pouco mais elevada depois de ter feito isso.
Isso pode ser algo que você fará mais de uma vez no futuro?
5-     Invente
Venha com ideias para um novo produto, livro ou invenção. Combine duas ideias para tornar algo único.
Pergunte: ‘e se?'
‘O poder de questionar é a base para todo o progresso humano’. Indira Gandhi
Faça duas ideias se relacionarem sexualmente e veja o que acontece, como sugerido por James Altucher. Um criador de ideias no comando do jogo.  
Pense em um problema que lhe interessa que precisa ser resolvido.
Pense nos produtos que você poderia potencialmente produzir, com acesso aos recursos certos.
Pode ser uma ideia hipotética divertida, ou talvez uma invenção real que ninguém jamais pensou.
Seja um cientista chato, um sonhador visionário, ou um pragmatista lógico.
Veja o que as palavras podem trazer.


Texto: Alex Mathers  |  Medium

(JA, Nov17)


Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,