Pular para o conteúdo principal

Esse é o seu melhor ?

O Poder do Treinamento Mental 


Erik Bertrand Larssen,  Editora Vozes

Registro de marcações feitas por mim durante a leitura da obra de Erik Bertrand Larssen. O autor parte do princípio que cada pessoa tem o seu modo ideal de ser. Orienta como definir e estabelecer metas, bem como atuar para alcançar.

Bertrand é o fundador da empresa de treinamento mental Bertrand AS, que ajuda gerente de negócios e atletas olímpicos a atingir seus objetivos. Seus métodos e técnicas têm sido ligados ao crescimento econômico de empresas internacionais, como a Microsoft e a Boston Consulting Group (BGG). Entre seus clientes de esporte de alto nível, destaca-se Suzann Pettersen jogadora de golfe feminino, que atualmente é a nº. 5 do mundo.

Os capítulos do livro seguem, na média, a progressão que usa ao trabalhar com as pessoas. Está dividido em duas partes: 
A primeira se refere ao cotidiano, consciência, decisões, definição de metas e desenvolvimento de bons hábitos. Nesse estágio, conceitos como paciência, resistência e força de vontade, são essenciais. 
A segunda parte aborda mais especificamente a situação de desempenho, e quais ferramentas mentais estão disponíveis para uso. É totalmente possível atuar da melhor forma nos momentos de fato necessários.


Introdução

Considera que, como treinador mental uma das suas hipóteses fundamentais a ser considerada é que sabemos o que devemos fazer, mas não fazemos.  O que é preciso para mudar essa atitude?


Como ele tornou um treinador mental

Começou a treinar objetivando a admissão na escola de soldados paraquedistas. Hoje, como treinador mental, sempre enfatiza a importância de metas concretas. 

É possível conquistar muito se você acreditar, se concentrar, e se esforçar para melhorar todos os dias. 

Em geral, as próprias decisões decidem por si mesmas. Você adquire calma, confiança e clareza porque a sua decisão está busca atingir as suas metas.







Parte I, Cotidiano 


1.       Colocando sua vida em perspectiva

Saia da sua bolha, olhe-se e observe a vida que vive. Como ela se parece vista do lado de fora?

Um dia eu morrerei

Para ele sempre é útil ponderar que um dia morrerá. A vida é curta. Vivemos nosso breve espaço de tempo aqui na Terra, e depois morreremos. 

Por natureza, tendemos a resistir a mudanças. Somos criaturas que cultivam hábitos, e é por isso que o desconhecido nos desconcerta. Fazer mudanças em  geral dói. Em consequência, as pessoas vivem arranjando desculpas para não as   fazer.

Compare-se a si mesmo
Nem sempre podemos nos comparar com os outros. Entretanto, ao contrário, devemos nos comparar com os padrões que definimos para nós.  

Seja você uma secretária ou um alto gerente, um lixeiro ou um atleta de elite, é possível experimentar muito mais do bom sentimento se a sua meta for sempre dar o seu melhor. Compare-se ao seu melhor. 


 Descubra os seus valores

Experiências traumáticas, como ser vítima de um acidente de carro, naturalmente impelem você a colocar a vida em perspectiva. Aí então ficará óbvio para você porque algumas questões são mais importantes do que outras. O objetivo é deixar você consciente sobre quais são exatamente seus valores e necessidades.

Considerando tudo, o que é mais importante para você? As suas respostas para essa pergunta chamaremos de valores.


Todos os seres humanos tem algumas necessidades                           fundamentais:

      o    Amor
          o    Relações Sociais
      o    Variedade
      o    Segurança
      o    Ser algo / Significar algo
      o    Crescimento e Desenvolvimento
      o    Dar algo ao seu ambiente

2.        Prepare-se para o sucesso

Os alpinistas costumam dizer que dependem de uma certa dose de medo no cotidiano – ela fortalece o senso de conquista, e traz contrastes para a vida. Mas, para a maioria, concentrar-se no que pode dar errado ou no que não se pode fazer, gera estagnação e bloqueios.

Uma opção é escrever uma alternativa para ao caso de falhar, e não alcançar a sua meta. Tanto nos negócios quanto nos esportes, as pessoas esquecem de se preparar para o pior. 

Não se esqueça de que existem forças dentro de você que são muito mais poderosas do que você imagina. 

3.        Definindo uma meta

Mire na Lua. Mesmo que você errar, vai aterrissar nas estrelas’.Les Brown

Uma meta deve ser formulada com precisão, preferencialmente por escrito.

A meta certa deve causar aquele sentimento bom só de pensar nela. Uma boa meta deve ser motivadora!
Porque é importante definir uma meta?

Se você não souber para aonde está indo, provavelmente vai para noutro lugar'.   |                  Lawrence J. Peter

Se você quiser mesmo praticar, pode começar – como experiência – considerando- se uma empresa: reserve tempo para reuniões da diretoria, elabore declarações de missão, formule metas e planos, e estratégias.

O que é uma boa meta?

Ao pensar na meta é muito mais provável que você tome decisões melhores.  Se isto não acontecer, é porque você definiu uma meta ruim.

A conquista de uma boa meta deve causar aquele sentimento extremamente bom, e cada um dos passinhos do caminho deve conter um pouco desse  sentimento. 

Se encontrarmos algo pelo qual lutar, algo para pensar antes de dormir e ao acordar – de preferência no intervalo também, isso mexe com a motivação  interna e a capacidade de tomar decisões melhores. 

Encontrar algo pelo qual lutar e se esforçar. em bons e maus momentos é crucialmente importante. Depois de encontrar essa boa meta, tomar as decisões certas fica divertido. O que antes era pesado, agora é fácil, prazeroso.

Quanto mais concreta a meta, mais fácil planejar a maneira de atingi-la. A meta também deve indicar quando você planeja atingi-la. 

Se tiver uma boa meta, que toque nas suas emoções todas as vezes em que pensar nela, você automaticamente, fará mais escolhas certas. É mais fácil fazer   as escolhas certas depois de saber claramente porque você está lutando.

Como definir uma boa meta?

Para definir uma boa metam lembre-se da última vez que realmente se sentiu muito bem. Em qual situação ou período da vida você estava fluindo na sensação de que tudo estava leve, bem e divino?

‘Quando se escreve um romance grande e complexo, não adianta pensar no romance inteiro todas as vezes que você senta para escrever. Não é fisicamente nem mentalmente viável. É por isso que sempre defino pequenas metas para mim. Não penso que ficarei sentado por três anos e escreverei quatrocentas páginas. Eu ficaria paralisado. Mas digo: agora o meu personagem principal está levantando e tenho que pegar roupas para ele, depois ele descerá as escadas, sairá e talvez encontre alguém na rua’.  |   Lars Saabye 

4.        Decida realizar

‘Nunca deixe ninguém dizer que você não é capaz. Nem eu. Você tem um sonho, tem que proteger esse sonho. Quando as pessoas não conseguem fazer as coisas, dizem que você não é capaz. Se quiser alguma coisa, vá atrás. Ponto.’   Chris Gardner –Will Smith- para o filho Christopher, no filme ‘A procura da felicidade’

Escolhas sempre implicam em risco. Depois de ter escolhido, provavelmente você ficará feliz com a escolha feita. Não somos talhados para nos arrependermos das escolhas depois de que elas são feitas. Ao contrário, somos talhados para nos arrependermos das escolhas que não fizemos. 

Em todas as grandes decisões e escolhas da vida, sempre há emoções envolvidas.

Há várias pessoas no mundo esportivo e empresarial que nunca internalizaram uma decisão. Jamais se comprometeram a perseguir a sua meta. Eles esperam alcançá-la, e esperar é a pior coisa que você pode fazer. Funciona muito mais decidir e realmente fazer. Você deve. Não tem outro jeito.

Há várias pessoas que vivem sem ao menos experimentar a sensação fantástica de ser a melhor versão de si mesmas. Há várias pessoas que jamais ousam entrar na zona onde são forçadas a dar o melhor. Quero desafiar você a fazer isso.  
o    Dê o seu melhor, vá atrás, ouse. 
o    Mergulhe numa semana do inferno. Levante às seis; vá dormir às dez; planeje       a semana; coma de modo saudável; trabalhe com concentração e eficiência. 
o    Seja duro 
o    Exercite-se muito  
o   Seja o seu melhor por uma semana e observe como se sente!

5.       O caminho  -  A fase de execução

‘A motivação é o que impulsiona você. O hábito é o que faz você persistir’.      |                 
Jim Ruyn, esportista americano
Lembre-se da sua meta

Você precisa se lembrar da sua meta – o que está buscando, o que deseja conquistar.

Lembrete: ‘Quem ousa, vence’.
O poder da paciência

É fácil imaginar as ideias surgindo do nada, como um relâmpago num céu azul, cristalino – uma experiência do tipo ‘eureca’-, mas elas raramente acontecem assim. As ideias, exatamente como o próprio desempenho, surgem de um treinamento longo e objetivo, ajustes e testes. Observamos isso tanto nos esportes como nas empresas
Como lidar com as adversidades

A única coisa que você pode controlar neste mundo é o seu pensamento.

‘O que não me mata me fortalece. E quando sinto dor abro espaço para um sentimento fantástico que acompanha a futura vitória. E quando penso no sonho – na meta–,  digo a mim mesmo que darei mais um passinho para a frente, apesar das circunstâncias’. 

6.       Não se trata de talento

‘Somos o que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um ato, e sim um hábito’.   |    Aristóteles

Não é o talento natural que torna algumas pessoas extraordinariamente boas no que fazem, e sim a prática sistemática e deliberada.  Com ela é possível ser bom 
Exercício não é apenas para o corpo
o    É quando nos sentimos desconfortáveis que aprendemos mais.  
o    A cultura militar enfatiza a necessidade de aprendizagem contínua para                melhoria de todos.   
o   A maneira de manter uma força de trabalho competente, desenvolvê-la e usá-la com eficiência, é o que distingue as melhores empresas. Os líderes tem uma grande responsabilidade nessa área.
o    Planejamento e estrutura são decisivos para vencer como líder. 
o   Se você fizer algo treze vezes, vai virar um hábito. Você vai se encaixar. E, depois de se encaixar num hábito, será desconfortável abandoná-lo.
7.       Diálogo Interior

‘Impossível não passa de uma palavra grande atirada por homenzinhos que acham que é mais fácil viver no mundo que receberam, do que explorar o poder que têm para mudá-lo. Impossível não é uma declaração. É uma ousadia. Impossível é potencial. Impossível é temporário. Impossível é nada'.    |   Muhammad Ali

As emoções decidem o que você faz ou deixa de fazer. 

Não uso essa palavra

As palavras que você usa impactarão suas emoções. 
    o    O que você espera fazer hoje? Fazendo as perguntas certas 
    o    O que eu tenho de bom? 
    o    Quais são meus pontos fortes?
O que me faz sentir orgulho de mim? 

Autoconfiança é construída quando fazemos as perguntas certas.  Uma boa pergunta para se fazer ao acordar, uma pergunta-chave que leva à resposta certa:  O que eu espero hoje? 

O que eu espero hoje? 

‘Sou duro’ sobre afirmações de poder

Afirmações de poder são os conceitos, palavras e expressões que você usa para se caracterizar. Muita gente usa essas expressões com intenção de captar parte da essência da própria personalidade.  Porém o mais impressionante é que a maioria as usa para caracterizar os próprios pontos fracos:  
o    Não tenho senso de organização, 
o    Estou sempre atrasado,  
o    É tão típico que eu perca a carteira, 
o    Deixo tudo para a última hora, ...
É necessário criar novas afirmações de poder. Necessariamente você não precisa acreditar nas suas novas afirmações de poder, mas necessita começar a usá-las de qualquer maneira:
o    Sou duro,  
o    Sempre encontro uma solução,  
o    Sou criativo,  
o    Estou sempre bem preparado, É típico que me saia bem sob pressão  
o    Adoro competições 
o    Quanto mais aquecido o mercado melhor me saio nos negócios,  
o    Sou determinado, ...


Parte II, Atuação
‘Não é o tamanho do cachorro na briga, é o tamanho da briga no cachorro’.       |   Mark Twain

1.       Visualização

‘Nunca dei uma tacada, nem na prática, sem ter uma imagem muito precisa e focada disso na minha mente. Primeiro vejo a bola onde quero que ela termine, perfeita e branca, parada no gramado brilhoso. Depois a cena muda rapidamente e vejo a bola indo até lá; o caminho, a trajetória e a forma, até o comportamento ao aterrissar. Então, a imagem vai desvanecendo e, na próxima cena, apareço dando a tacada que transformará as imagens anteriores em realidade.’   |   Jack Nicklaus, lenda do golfe 

Acredito muito na visualização e que ela pode ser eficaz, tanto na vida corporativa como nos esportes profissionais. Um líder pode imaginar uma reunião de negociação, ou um atleta pode imaginar um dia completamente normal de treinamento. Visualização é o modo de encontrar a força decisiva para determinar se você vencerá ou perderá.

Perguntas que podem ajudar:  
o    Quais conquistas ou realizações na sua vida você sente mais orgulho?  
o    Quem é você? Como caracterizaria a si mesmo? 
o    Como é o seu dia ideal?  
o    Quais são seus valores? 
o    Em que ponto da sua vida você estava no topo? Quando as coisas estavam indo muito     bem? 
o    Você tem um sonho? 
o    Em quais incidentes da sua vida você se sentiu seguro? 
Visualização é realmente preparar o modo mais detalhado possível, nos mais variados cenários possíveis, de modo que você saiba o que fazer porque tem uma estratégia.  Se seu desejo for ficar rico, você deve imaginar como será a sua vida de rico. Se esse tipo de vida despertar um sentimento tremendamente bom, então essa emoção, por si mesma, será uma motivação para ajudar você a tomar mais decisões certas. 
Se você visualizar o suficiente e ficar concentrado, tudo passará a integrar o seu repertório diário – e você fará isso quase sem pensar.  
Autoconfiança  em grande parte se relaciona ao que você diz para si e sobre si mesmo.  
O nervosismo prepara você para agir. O nervosismo deixa você atento, concentrado e focado. 

2.       Aja como a pessoa que você deseja ser

Você usa seus pensamentos para influenciar seu corpo. Você também pode fazer o inverso: usar o seu corpo e seu rosto para impactar seus pensamentos. Por exemplo: 
o    O sorriso. O cérebro associa os músculos usados para sorrir a algo positivo e, num instante, você se sente mais leve.  
o    Controle da Respiração – As forças especiais da marinha usam uma técnica em que dividem a inalação em três estágios: Metade – um quarto – um quarto. Respiram pela boca inalando 50%. Param por um segundo, empurram a inspiração para o fundo dos pulmões mais 25%, para por um segundo, e depois inspiram os 25% restantes, finalmente expirando devagar pelo nariz.  
Pensamos que choramos porque estamos tristes, mas não poderíamos estar tristes porque estamos chorando?

Observações:
      - Comportar-se nervosamente deixa você nervoso. 
     - Estar atento aos detalhes é importante para conquistar o sucesso. 

3.       Modo

Durante uma apresentação você deve usar os seus pensamentos para entrar no modo certo - modo é um estado mental. As suas emoções exercem impacto no seu desempenho. 
Encontrando o seu modo ótimo

Ele pode ser: 

-  Agressivo, ousado e concentrado
¾   Descansado, jocoso e alegre.
- Indiferente, quieto tranquilo,
¾  Positivo, focado, cheio de autoestima.
¾  Ou uma combinação de todos – você define

Como entrar no modo sempre que desejar:

Se as palavras ‘autoconfiança’, ‘manter o controle e ficar calmo’, ‘uma pitada de agressividade’, forem o modo que você deseja, o próximo passo é combiná-los com um único sentimento, ou estado, consistindo em várias partes que você deve ser capaz de trazer à tona quando for necessário.  Um jeito de fazer isso é se lembrar de uma situação em que você tenha se apresentado otimamente, e imaginar do modo  mais vívido essa reunião, competição, sessão de treinamento, ou o que quer que tenha sido.  Volte para lá, com sua imaginação e reveja o que aconteceu. O que você viu,? O que ouviu? O que vivenciou? Inclua todos os seus sentidos para tentar reviver a experiência. Ao chegar nesse ponto, você volta, permanece na experiência, e repete as quatro palavras que escolheu: autoconfiança, controle, calma, agressividade’.  
De certa forma é o oposto da visualização, em que você tenta experimentar algo que ainda não experimentou. 

4.       Sobre ser duro

Ser duro é viver do jeito que você deseja. Como é preciso muita coragem para viver do jeito que você acha melhor, tendemos a viver do jeito esperado por todos que nos cercam.

Ser duro é ter coragem de pensar de forma diferente. Qualquer um que se torne extraordinário na vida ousa ter pensamentos maiores e mais extensos. Todos os dias. Se você vai pensar, por que não pensar grande?  Não é necessário muito para pensar grande, apenas uma pequena dose de dureza. Ouse sair da sua zona de conforto. Transforme isso num hábito de auto desafio. 

Ser duro é ir em frente, mesmo quando dói. Abra espaço na sua rotina ou durante a semana para entrar em contato com o desconfortável. É aí que você aprende e se se desenvolve mais rapidamente. 

É um grande erro acreditar que a vida é simples, A vida é difícil. Mas a questão não é a vida tratar você mal, e sim o que quanto você consegue aguentar e, mesmo assim, continuar.

Você pode fazer mais do pensa.  


Comunicação - Dicas
Refletir a imagem de alguém gera confiança.
- As pessoas gostam daqueles que abrem espaço para elas falarem sobre si mesmas.

Olhar para a testa e não para os olhos das pessoas, onde os sentimentos estão claros e podem distrair a sua atenção, o seu propósito.    
   

(JA, Mai18)


Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,