Pular para o conteúdo principal

Reflexões


Outro dia, ao rever minha anotações, em ‘Ciência e Tecnologia’, encontrei duas notas (1) que foram escritas por um amigo, físico e pesquisador brasileiro, com especializações nos EUA, Inglaterra e Espanha, falecido há cerca de dois anos. Suas colocações me fizeram lembrar muito bem de quem ele era, o que e como pensava, reagia.  Grande figura.
Então, fui levado a pensar que as pessoas ficam registradas e presentes em nossa mente, mesmo que estejam distantes, não só pela aparência física, mas, principalmente, por como elas se comportam, pensam, acreditam, projetam, realizam,
Consciente ou inconscientemente, todos compartilhamos nossos conhecimentos, experiência, intuição, interesses, com nossos contemporâneos, pessoas com quem convivemos. E, se se nos dermos ao trabalho de registrar nosso pensamento, nossa energia, podemos influenciá-los até muito tempo depois do momento do registro - não só a eles, mas, eventualmente, até mesmo gerações posteriores.
Embora isso seja meio óbvio, é interessante parar para pensar sobre o que estamos ou estaremos  refletindo para os nossos filhos, amigos, alunos colegas, concidadãos,  enfim para todos aqueles que conseguimos atingir. Será positivo? Colabora para a nossa/sua evolução como ser humano?  Entendo que não é exagero dizer, aceitar:  ‘Somos aquilo que refletimos.’

(1)    Notas
Chuvas torrenciais
Tudo isso é consequência de eventos climáticos cada vez mais intensos, produzidos pelas variações das correntes atmosféricas. Em todo o mundo o caos começa a se instalar devido ao aquecimento global que, num primeiro momento, provoca tempestades violentas nas baixas latitudes, e nevascas inéditas nas latitudes mais altas. Por enquanto, todo o mundo - principalmente os países mais poluidores - faz de conta de que nada está acontecendo....(a propósito das chuvas torrenciais que ocorreram na região serrana do Rio de Janeiro - Petrópolis, Teresópolis  e Nova Friburgo - e que causaram inundações, desmoronamentos, soterramentos etc., tendo sido constatadas cerca de 250 mortes, 12-Jan11)

 Física Quântica
A Física Quântica destruiu os fundamentos do materialismo e do determinismo, que prevaleceram no Ocidente desde Isaac Newton, no século XVII, e nos restituiu uma maneira de ver e sentir o mundo, como um todo interconectado, uma cosmovisão que tem por base a nossa consciência, agora agente causal, capaz que é de influenciar, e literalmente criar, a realidade material.Matéria, tempo, espaço e causalidade deixam de significar algo real e assumem sua verdadeira natureza: não são mais que criações da mente para entender o mundo dos fenômenos. A ciência, através da Física Quântica, ao dar à consciência uma qualidade ontológica primordial, se torna influente parceira da espiritualidade.O tempo e o espaço parecem separar tudo o que existe, no entanto a física moderna revela que não existe esta separação, que somos uma só unidade em um universo que não é físico, mas imaterial. Este conhecimento pode transformar nossa vida, tanto pessoal como coletivamente.Seu estudo e desenvolvimento tem muito a nos ensinar sobre a condição humana, sobre a natureza da realidade e da importância de viver plenamente o momento presente.A eternidade não é tempo infinito, ela está fora do tempo criado pelo conhecimento humano. Ela é o tempo de Deus. (Set14)

"Um nome, um som, uma imagem, podem fazer com que fiquemos tristes, alegres, chorosos, sorridentes...  A força  de uma lembrança pode nos levar de um estado para outro, ser alguém que não éramos. Tem o poder de transformação.”


Imagem: A Primeira Noite de Tranquilidade, filme de Valerio Zurlini, Alain Delon, 1972


(JA, Set16)

Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,