Pular para o conteúdo principal

Hashtag, a famosa expressão da internet

 

Se você é um usuário das redes sociais que estão bombando no momento, com certeza já viu as famosas hashtags. Você, provavelmente, já deve até mesmo ter usado hashtags em alguma postagem em suas redes sociais!

Para aqueles que não são muito familiarizados com redes sociais, hashtags são representadas pelo sinal popularmente conhecido como ‘jogo da velha’ (#), e uma ou duas palavras sobre a foto ou postagem que as acompanha. Por exemplo: #love, para quando você postar aquela foto ao lado de quem você ama.

Mas você já parou para pensar no real significado da ‘hashtag’? E o motivo de o uso desse símbolo ter crescido tanto nos últimos tempos?

Como muitas coisas em nosso dia a dia, as hashtags se tornaram algo automático, algo que não recebe uma grande porcentagem da nossa atenção. Vemos alguém utilizando as hashtags em alguma rede social, seguimos o exemplo e, assim, dessa forma automática, simplesmente começamos a usá-las também.

Calma! Esse pensamento automático acaba aqui e agora!

Origens de ‘hashtag’

O símbolo chamado aqui no Brasil de 'cerquilha' ou 'jogo da velha', recebe diferentes nomes quando usado em países falantes de inglês: 'pound sign' (sinal de libra), 'number sign' (sinal numérico), 'hash' (cerquilha), etc.

Antigamente, o símbolo era utilizado no universo matemático, em sistemas numéricos, e em linguagens específicas ligadas à computação; porém, com o constante uso e desenfreado crescimento das redes sociais, o símbolo assumiu mais um nome: hashtag.

As hashtags são usadas na busca de assuntos específicos, categorizando conteúdos encontrados na internet e nas redes sociais. Elas tiveram início no Twitter, sendo utilizadas para descobrir o que as pessoas estavam publicando sobre determinado assunto. Ou seja, se uma pessoa quer ler algo sobre entretenimento, ela pode digitar na caixa de pesquisas de suas redes sociais ou em ferramentas de busca '#entretenimento' ou '#entertainment', caso queira ter acesso a conteúdos produzidos na língua inglesa. Muitos eventos de grande porte reúnem conteúdo através de hashtag, como o #Oscar e a #CopadoMundo. Todas as postagens com essa classificação, e que usam as mesmas hashtags, aparecerão nos resultados de busca. Legal e prático, não é?!

Quando olhamos para uma das palavras que compõe 'hashtag' isoladamente — ‘hash’ e 'tag' — e seu significado em inglês, conseguimos entender ainda melhor o porquê de sua aderência em redes sociais ser tão frequente.

Significado de hashtag

O significado de ‘hash’ está diretamente relacionado ao seu símbolo, que parece uma cerca – o significado literal da palavra! Entretanto, a palavra ‘tag’ é muito importante para a composição da 'hashtag'.

Analisada individualmente, 'tag' recebe o significado de um pedaço de determinado material que é anexado a outro objeto, e que contém informações adicionais sobre ele.

Podemos pensar, por exemplo, em peças de roupa em algumas lojas. Todas as peças têm etiquetas anexadas a elas, as quais trazem informações como preços. Podemos chamar essas etiquetas de 'price TAGS', pois são pedaços de papel que trazem uma informação extra às roupas.

Então, hashtags não são nada além de informações extras sobre postagens, precedidas por #, que cria uma distinção entre outros textos convencionais.

Basicamente, ‘hashtag’ faz sentido literal para os falantes de inglês, e ainda facilita a navegação dos usuários. 

 

Fonte: CNA

(JA, Jun21)

 



Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,