Pular para o conteúdo principal

Cadeira Ideal

Cadeira adequada pode evitar futuros problemas de saúde, dizem médicos. Entenda como manter a postura correta no trabalho, e, se for o caso, fazer adaptações necessárias na cadeira que já dispõe.

Tensão nos pulsos, pescoço ‘pesado’, e aquela famosa dor na lombar, são constantes reclamações de quem está em home office.

A cadeira é um móvel essencial para quem trabalha em casa. Companheira de horas e horas no trabalho, ela precisa ser adequada para tornar a rotina mais confortável e não trazer problemas de saúde, dizem especialistas consultados. 



'Cadeira adequada' tem preço alto

As cadeiras para o trabalho devem ter, no mínimo, encosto anatômico para as costas e regulagem de altura. É possível adaptar a que se tem em casa (veja acima).

Se for comprar, é bom saber que se trata de um investimento que não sai barato. Os modelos considerados adequados para trabalhar possuem preços altos.

‘Uma cadeira básica, com garantia de fábrica, e uma boa certificação vai custar atualmente entre R$ 800 a R$ 3 mil’, afirma Claudio Muzi, vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel).

Para garantir a qualidade da cadeira e não cair em ‘roubada’, siga as seguintes dicas:

  •         Confira se a cadeira segue a NBR13962 (norma para as cadeiras de escritório); isso deve ser apontado no manual.
  •          Prazo de garantia importa: garantias mais longas indicam maior durabilidade do produto;
  •         Procure produtos que tenham assistência técnica disponível no país. 

Corpo vai avisar se algo estiver errado

Quer saber se sua cadeira é adequada? ‘Pergunte’ ao seu corpo. Fique atento aos sinais como dores ou perda de força. E, se os incômodos persistirem de 6 a 8 semanas, procure um médico.

Os principais impactos a longo prazo de uma postura errada na cadeira são na coluna cervical, na lombar e na dorsal, explica Alexandre Fogaça, presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, da Regional de São Paulo (SBOT-SP).

Os reflexos de uma postura inadequada podem aparecer em outros momentos do dia, não somente durante o trabalho. ‘A dor pode acordar a pessoa durante a noite’, diz o médico. 

Cadeira 'não pode ser notada'

Mas como saber se estou em uma posição adequada? A resposta é que a cadeira não deve ‘ser percebida’, ou seja, o quanto menos você lembrar dela durante o dia, melhor.

‘A palavra-chave é conforto. Tudo tem que ser executado com o menor grau energético possível, sem esforço e sem sobrecarregar o corpo’, explica Patrícia Collares, professora do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Junto ao professor Rodrigo Fragoso, também da UFC, eles foram responsáveis em elaborar o Manual de Ergonomia para uso de dispositivos de tela em home office. ‘Existe uma postura padrão [como mostrado no infográfico acima], mas será que conseguimos ficar assim o tempo todo?’, indica Fragoso.

‘Não tem uma receita pronta e nem uma resposta pronta para todas as condições’, acrescenta Patrícia Collares, da UFC.

Dicas além da cadeira

Os fisioterapeutas indicam pausas e outras dicas para o ambiente de trabalho em casa:

¡        Fuja dos ruídos: um local silencioso ajuda na concentração.

¡        Evite ficar com a face voltada a luzes fortes: a visão não pode ser ofuscada por outras luminosidades, como o sol ou uma lâmpada.

¡        Faça pausas: o recomendo é se levantar quando sentir que está precisando, fazer algum relaxamento ou movimento que te traga conforto.

¡        Longe do celular: é importante não usar o momento de pausa para ficar olhando no smartphone, para que a mente e os olhos possam descansar de verdade.

Ambiente bem estruturado dentro de casa facilita o home office

 

Fonte: Rafael Miotto, G1

 

(JA, Mar21)

 


Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,