Pular para o conteúdo principal

Tarefas Enfadonhas

 Você pode torná-las agradáveis, e até ansiar por elas!


Tenho 67 anos, mas meu ‘chorão interior’ ainda está vivo e bem, especialmente quando se trata de fazer tarefas chatas.

Como essas tarefas consomem bastante tempo e energia vital, estou explorando maneiras de torná-las divertidas. Essa é minha prioridade hoje em dia. Quero que minha vida seja o mais alegre possível, não importa o que eu esteja fazendo.

O tempo é curto. Você não sabe quanto tempo você tem. Melhor aproveitar agora.

Algumas coisas que aceitei sem protestar, como escovar os dentes e passar fio dental. Sem gemidos e gemidos. Já superei isso há muito tempo. Eu apenas faço isso. Diariamente.

Eu também arrumo minha cama sem reclamar. É um dado.

Mas há outras tarefas diárias ou semanais que me deixam ressentido e irritado.

Aquela parte chorosa de mim diz: ‘De novo não!!! Eu fiz isso ontem!’

Estou brincando com maneiras de mudar isso.

Aceitando a repetição implacável

Acho que ajuda me lembrar de que existe uma lei científica que diz que uma ação nunca desaparece, ela se transforma, sendo que a tendência natural é de aumentar a desordem no sistema onde ela se enquadra.

Resumido: ‘O universo está em estado de entropia’.

O que isso significa exatamente? O que é entropia? E o que isso tem a ver com minhas tarefas chatas?

Entropia é a falta de ordem, ou previsibilidade; declínio gradual em desordem

Em outras palavras, tudo neste mundo está se movendo incessantemente em direção à desordem e ao caos. É assim que o biscoito se esfarela, por assim dizer.

Os coelhinhos da poeira são a prova viva. Eles são feitos de cabelo, fiapos, flocos de pele morta e algumas outras coisas flutuantes aleatórias. São , definitivamente, evidências de entropia. (Até nossos corpos estão em estado de entropia – todos aqueles flocos de pele morta!)

Pratos sujos são mais uma prova. Cada vez que me viro, eles estão espalhados pela minha cozinha anteriormente arrumada.

O quintal coberto de mato. Ervas daninhas invasoras. A selvageria descendo. Entropia!

Papéis se acumulando, criando seu próprio caos especial de papel. Mais entropia!

Quando me lembro que a entropia está em ação, isso me ajuda a aceitar a natureza repetitiva dessas coisas. Quer dizer, não fico irritado com a gravidade quando algo cai. Talvez eu também possa aceitar a entropia. É apenas uma coisa que precisa ser tratada – repetidamente.

Ninguém é poupado. Você pode ver os gramados dos vizinhos impecáveis, ​​ou cujas casas são impecáveis. Mas eles ainda estão envolvidos numa batalha contínua contra a entropia. Eles acabaram de encontrar uma maneira de vencer, pelo menos momentaneamente.

A questão é: eles estão travando essa batalha com os dentes cerrados, ou estão encontrando alegria no processo?

Para mim, a vida é curta demais para dentes cerrados! Tenho experimentado maneiras de adoçar essas tarefas, e até mesmo aproveitá-las.

Esvazie a máquina de lavar louça. (Gemido. Todos aqueles pratos que precisam ser separados e guardados, dia após dia.)

Passo Um: Incline a mente para a alegria

Começo com algo que aprendi com James Baraz, autor de ‘Awakening Joy: Ten Steps To Happiness’. Ele sugere que, ao enfrentar uma dessas tarefas, diga a si mesmo: ‘Agora vou esvaziar a máquina de lavar louça!’ como se fosse a coisa mais divertida que você fará naquele dia. Isso engana seu cérebro com uma expectativa de diversão, antes mesmo de você começar!

Os budistas chamam isso de ‘inclinar a mente para a alegria’. Onde focamos nossa mente tem um enorme impacto em nossa experiência. E temos mais opções do que normalmente imaginamos.

Claro, o primeiro passo é perceber a irritabilidade ou a negatividade. O próximo passo é optar por direcionar nossa atenção para algo positivo. Uma pequena mudança pode fazer uma enorme diferença no nosso nível de felicidade.

Segundo Passo: Saboreando a experiência

Depois, faço uma versão de uma prática de alegria chamada ‘saborear’. Geralmente é sugerido para aproveitar ao máximo uma experiência prazerosa, como um lindo pôr do sol.

A ideia é se deixar absorver por 15 a 20 segundos. Isto irá ‘instalar’ os bons sentimentos e criar uma sensação de bem-estar.

Embora minha tarefa chata não seja um lindo pôr do sol, concentro-me nas sensações que acompanham o descarregamento da máquina de lavar louça:

o    a sensação dos pratos e talheres na minha pele

o    a sensação do seu peso enquanto eu os levanto

o    os sons que eles fazem enquanto batem juntos

o   a sensação do meu corpo quando me inclino ou estendo a mão para colocar as coisas nos armários, e o contato dos meus pés com o chão.

No finalmente, a tarefa se torna bastante agradável!

Passo Três:  Pensamentos de gratidão

Outra prática de alegria é a gratidão, que pode fazer uma grande diferença em como me sinto. Ao fazê-lo, penso em todas as coisas que aprecio relacionadas com a tarefa.

o    Sou grato por ter uma máquina de lavar louça.

o    Sou grato por ter água.

o    Sou grato pelos polegares opositores que me ajudam a pegar as coisas.

o    Sou grato por poder me mover de todas as maneiras necessárias para realizar o trabalho.

o    Sou grato porque meu cérebro consegue classificar e organizar os talheres.

Esta lista pode continuar indefinidamente. O bom é que isso transforma completamente os sentimentos de ressentimento que muitas vezes acompanham essas tarefas chatas.

Voilá! Terminei o trabalho, e parece uma parte agradável do meu dia!

Encontre alegria em tudo o que você faz

Depois que você começa a mudar seu foco, você descobre que a alegria e a apreciação estão por toda parte. Eles estão apenas esperando para serem notados. A única exigência é lembrar de mudar seu foco!

Se você fizer isso, porém, um dia rotineiro e chato pode se tornar uma joia brilhante de doçura. Essa é uma vida que vale a pena viver!

Fonte: Jill Fischer | Medium


(JA, Jun24)

 


 

 


Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

O Homem do Saco, ou Papa Figo

Segundo a lenda, O Homem do Saco pega e carrega crianças que estejam sem nenhum adulto por perto, em frente às suas casas, ou brincando na rua. O sinistro Homem do Saco, também conhecido como ‘Papa Figo’, não tem poderes misteriosos ou místicos, muito menos habilidades sobrenaturais. Mas possui o atributo mais perigoso que pode existir - a mente humana. Originalmente Papa Figo possui uma aparência comum, ainda que bastante feia. É descrito como um homem velho e de jeito esquisito; é comum vê-lo sempre carregando um grande saco pendurado nas costas. Devido ao seu jeito costuma chamar a atenção das pessoas. Por conta disso, o velho Papa Figo prefere agir por meio de seus ajudantes para atrair suas inocentes vítimas, em geral crianças com idade abaixo dos 15 anos. Mas há relatos de jovens de 16 e 17 anos que tiveram seu sumiço associado ao Papa Figo. O Papa Figo seria um homem de bastante posses que, através de promessas de pagamentos em dinheiro, acaba at