Pular para o conteúdo principal

Hedy Lamarr

Hedy Lamarr foi uma inventora e atriz austríaca radicada nos EUA  que ajudou a quebrar os estereótipos sobre a beleza feminina e a ciência. Graças à sua invenção, hoje em dia temos a comunicação por celulares



Hedy Lamarr, nome artístico de Hedwig Eva Maria Kiesler, (Viena, 9 de novembro de 1914 — Altamonte Springs, 19 de janeiro de 2000), foi uma atriz e inventora austríaca radicada nos Estados Unidos.

A sua mais significativa contribuição tecnológica deu-se durante a Segunda Guerra Mundial. Ela, juntamente com o compositor George Antheil, inventou  um sistema de comunicações para as Forças Armadas dos Estados Unidos, que serviu de base para a atual telefonia celular.

Biografia

Lamarr nasceu em Viena, Áustria, de pais judeus. A mãe, Gertrud (nascida Lichtwitz), era uma pianista de Budapeste, vinda de uma família de classe média, e o pai, Lemberg, nascido Emil Kiesler, um diretor bancário. Hedy estudou balé e piano, até os 10 anos de idade.

Quando, mais tarde, trabalhou com Max Reinhardt, em Berlim, foi considerada, por ele, a ‘mais bela mulher da Europa’. Durante a adolescência, fez diversos papéis em filmes alemães, ao lado de atores como Heinz Rühmann e Hans Moser.

No início de 1933, estrelou o filme de Gustav Machatý, ‘Êxtase’, um filme tcheco feito em Praga, que a deixou famosa por aparecer nua, correndo por entre folhagens e mergulhando em um lago.

Em agosto de 1933, Hedy casou com Friedrich Mandl, um vienense fabricante de armas, 13 anos mais velho, com o qual ficou casada durante 4 anos. Em sua autobiografia, ‘Ecstasy and Me’, Lamarr descreveu Mandl como um homem extremamente controlador, que tentava mantê-la trancada em sua mansão.

Hedy acompanhou o marido em diversos jantares com a ascendente elite nazista, com a qual Mandl tinha relações. De acordo com sua autobiografia, em 1937 persuadiu Mandl a autorizá-la a comparecer a uma festa usando todas as suas joias, depois o drogou e, com a ajuda de uma empregada, escapou do país levando consigo as valiosas joias. Lamarr naturalizou-se norte-americana em 10 de abril de 1953.

Carreira em Hollywood

Lamarr inicialmente esteve em Paris, depois foi para Londres, onde conheceu Louis B. Mayer, trocando seu nome para Hedy Lamarr, em homenagem à estrela do cinema mudo Barbara La Marr, que morreu em 1926, de overdose.

Em Hollywood, sua estreia foi em ‘Algiers’, 1938. Entre seus muitos filmes, destacam-se: ‘Boom Town’, 1940, ‘White Cargo’, 1942, e ‘Tortilla Flat’, 1942, baseado no romance de John Steinbeck.

White Cargo, um dos maiores sucessos de Lamarr na MGM, contém um de suas citações mais famosas: ‘I am Tondelayo’. Em 1941, atuou ao lado de duas outras belas de Hollywood, Lana Turner e Judy Garland, no musical ‘Ziegfeld Girl’.

Hedy fez 18 filmes entre 1940 e 1949, tendo tido dois filhos durante essa época - em 1945 e 1947. Deixou a MGM em 1945.

Lamarr estrelou seu maior sucesso, a ‘Dalila’, de Samson and Delilah, filme de Cecil B. DeMille, em 1949, ao lado de Victor Mature. Em seguida, estrelou a comédia ‘My Favorite Spy’, ao lado de Bob Hope.

Em 1951, e sua carreira entrou em declínio. Esporadicamente, estrelou filmes após 1950, um dos quais como Joana de Arc, no épico de Irwin Allen, T’he Story of Mankind’, 1957.

A invenção

Lamarr inventou o sistema que serviu de base para os telefones celulares. Durante a Segunda Guerra Mundial, criou um sofisticado aparelho de interferência em rádio para bloquear o sinal contínuo usado para o controle dos mísseis e despistar radares nazistas.  Patenteou a invenção em 1940, usando o seu verdadeiro nome, Hedwig Eva Maria Kiesler.

Apesar de ter patenteado a ideia de uma frequência que fosse variável no percurso entre emissor e receptor, não ganhou dinheiro com isto.

A ideia surgiu ao lado do compositor George Antheil, em frente a um piano. Eles brincavam de dueto, ela repetindo em outra escala as notas que ele tocava, experimentando o controle dos instrumentos, inclusive com a música para o Ballet Mecanique, originalmente escrita para o filme abstrato de Fernand Léger, em 1924. Ou seja, duas pessoas podem conversar entre si mudando frequentemente o canal de comunicação. Basta que façam isso simultaneamente.

Juntos, Antheil e Lamarr submeteram a ideia ao Departamento de Guerra norte-americano, que a recusou, em junho de 1941. Em agosto de 1942, foi patenteado por Antheil e ‘Hedy Kiesler Markey’. A versão inicial consistia na troca de 88 frequências para despistar radares, mas a ideia pareceu difícil de realizar na época.

O projeto não foi concretizado, até 1962, quando o aparelho passou a ser utilizado por tropas militares dos EUA em Cuba, quando a patente já expirara; a empresa Sylvania adaptou a invenção.

Ficou desconhecida, ainda, até 1997, quando recebeu do Governo dos Estados Unidos menção honrosa ‘por abrir novos caminhos nas fronteiras da eletrônica’. Recebeu da Electronic Frontier Foundation- EEF o  prêmio ‘Pioneer Award’ por sua contribuição.

Em 1998, a ‘Ottawa wireless technology’ desenvolveu Wi-LAN, Inc. ‘adquirindo 49% da patente de Lamarr’ (Eliza Schmidkunz, Inside GNSS). Antheil morrera em 1959.

Em 2014 foi introduzida no National Inventors Hall of Fame.

A ideia do aparelho de frequência de Lamarr e Antheil serviu de base para a moderna tecnologia de comunicação, tal como COFDM usada em conexões de Wi-Fi e CDMA, usada em telefones celulares.

Patentes similares foram registradas por outros países, tais como a Alemanha, em 1935, em que os engenheiros da Telefunken, Paul Kotowski e Kurt Dannehl, registraram as patentes em 1939 e 1940.

Fim da carreira e últimos anos

‘The Female Animal’, 1958, foi seu último filme. Nos anos 1960, ela ainda tentou conseguir um papel no filme ‘Picture Mommy Dead’, 1966, mas foi malsucedida. O papel acabou sendo atribuído a Zsa Zsa Gabor.

Em 1966, foi detida, sob a acusação de furto, numa loja de departamentos, em Los Angeles, mas as acusações acabaram sendo retiradas. O curta metragem ‘Hedy’, 1966, de Andy Warhol, e a autobiografia da atriz, ‘Ecstasy and Me’, 1966, escrita em colaboração com Leo Guild e Cy Rice, seriam lançados pouco depois desse episódio. O livro começa em tom melancólico:

‘Numa noite dessas, sentada sozinha em casa, sofrendo ao pensar no tratamento que recebera na delegacia de polícia, por causa de um incidente numa loja de departamentos, e me lembrando que fora substituída por Zsa Zsa Gabor em um filme (imagine como isso fez bem ao ego!), eu me dei conta de que tinha ganhado - e gastado - cerca de trinta milhões de dólares. No entanto, um pouco mais cedo, naquele mesmo dia, eu tinha sido incapaz de pagar por um sanduíche na Schwab's’.

Em 1991 foi novamente detida por furtar medicamentos no valor de pouco mais de 20 dólares, em uma loja da Flórida. Ela não contestou a acusação, para evitar aparecer no tribunal e, em troca da promessa de não infringir mais nenhuma lei por pelo menos um ano, as acusações foram mais uma vez retiradas.

Em seus últimos anos, a atriz viveu reclusa em sua casa, em Casselberry, região metropolitana de Orlando, onde morreu em 19 de janeiro de 2000, aos 85 anos. O atestado de óbito cita, como causas da sua morte, insuficiência cardíaca, doença crônica da válvula cardíaca e doença cardíaca arteriosclerótica. Conforme era seu desejo, seu filho levou suas cinzas para a Áustria e espalhou-as nos Bosques de Viena. Em 2014, um túmulo simbólico foi construído no Cemitério Central de Viena.


Sepultura de Hedy Lamarr no Cemitério Central de Viena,  33 G - 80 

Legado

Por sua contribuição para o cinema, Hedy Lamarr tem uma estrela na Calçada da Fama, no 6247 Hollywood Blvd.

Foi inspiração para Walt Disney desenhar a Branca de Neve, ‘a mais bela’, seu primeiro desenho animado de longa metragem, em 1937.

O sistema de comunicações que Lamarr criou para as Forças Armadas dos Estados Unidos, atualmente acelera as comunicações de satélite ao redor do mundo, e foi usado para criação da telefonia celular.

No jogo de computador ‘Half-Life 2’, o Dr. Isaac Kleiner possui um headcrab de estimação chamado Lamarr, em homenagem à atriz.

Em 1998, uma ilustração da face de Lamarr foi usada pela Corel Corporation, na publicidade do CorelDRAW 8, software, sem autorização. O caso foi resolvido em 1999.

Em 2005, o dia do seu nascimento, 9 de novembro, foi instituído na Alemanha como o Dia do inventor, em sua honra.

 

Hedy Lamarr, Ilustr. Camila Rosa

 

Fonte:  WP e Dvs


(JA, Jun20)


Postagens mais visitadas deste blog

Grabovoi - O Poder dos Números

O Método Grabovoi  foi criado pelo cientista russo Grigori Grabovoi, após anos de estudos e pesquisas, sobre números e sua influência no nosso cérebro. Grigori descobriu que os números criam frequências que podem atuar em diversas áreas, desde sobrepeso até falta de concentração, tratamento para doenças, dedicação, e situações como perda de dinheiro. Os números atuam como uma ‘Código de desbloqueio’ dentro do nosso inconsciente, criando frequências vibratórias que atuam diretamente na área afetada e permitindo que o fluxo de informações flua livremente no nosso cérebro. Como funciona? As sequências são formadas por números que reúnem significados. As sequências podem ter  1, 7, 16, ou até 25 algarismos, e quanto mais números, mais específica é a ação da sequência. Os números devem ser lidos separadamente, por exemplo: 345682 Três, quatro, cinco, seis (sempre o número seis, não ‘meia’), oito, dois. Como praticar Você deve escolher uma das sequencias num

Thoth

Deus da lua, juiz dos mortos e deus do conhecimento e da escrita, Thoth (também Toth, ou Tot, cujo nome em egípcio é Djehuty) é um deus egípcio, representado com cabeça de íbis. É o deus do conhecimento, da sabedoria, da escrita, da música e da magia. Filho mais velho do deus do sol Rá, ou em alguns mitos nascido da cabeça de Set, era representado como um homem com a cabeça da ave íbis ou de um babuíno, seus animais sagrados.   Sendo o deus associado com o conhecimento secreto, Thoth ajudou no sepultamento de Osíris criando a primeira múmia. Era também o deus das palavras, da língua e posteriormente os gregos viam este deus egípcio como a fonte de toda a ciência, humana e divina, do Egito. O culto de Thoth situava-se na cidade de Khemenou, também referida pelos gregos como Hermópolis Magna, e agora conhecida pelo nome árabe Al Ashmunin. Inventor da escrita Segundo a tradição, transmitida também por Platão no diálogo Fedro, Thoth inventou a escrita egípc

Por que Jesus dobrou o lenço?

‘E que o lenço, que estivera sobre a cabeça de Jesus, não estava com os panos, mas enrolado num lugar à parte’.(João 20:7) Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição? Você já deteve sua atenção a esse detalhe? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara. Disse ela: ‘Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram’. Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá,